12 de jan de 2012

Once Upon a Dream - Capítulo 22 (BIG! *-*)

*Anteriormente*
      Depois de limpar algumas lágrimas eu contei á ela o porque e ela também começou a chorar. 


**Ryan narrando** 


      Assim que a Clair entrou chorando com a Cait, eu me assustei. Percebi que todos na sala estavam com cara de preocupação e Miley começou a chorar também. Chris ia perguntar algo e ela o interrompeu. Mais lágrimas caíram de seus olhos e ela não aguentou e subi, provavelmente pro quarto da Cait, com as outras atrás. De repente, Peter se levantou, foi em direção á parede e a socou com força. Eu imediatamente me levantei e o impedi de fazê-lo de novo. Ele murmurava em português:


Peter (chorando): Não, não! Isso não pode estar acontecendo!
Ryan (em português): O que não pode estar acontecendo?
Peter (entre soluços): A Clarinha... ela pode...morrer.


      Aquela notícia me deixou perplexo. Como assim, minha priminha morrer? Desde quando? Por quê? Eu soltei o Peter. Percebi que eu também estava chorando. Só em pensar na minha vida sem a Clair. Na verdade, não tem como. Ela, minha família, a Cait, meus amigos, todos são minha vida. Eu não seria nada sem eles. Peter se ajoelhara no chão e eu também.


Ryan (em português): Como assim, Pedro?
Peter: Melhor a Clarinha te contar. Eu simplesmente não consigo. Não conte nada pros meninos que tão vindo aí!
Ryan: Tá!


      Os meninos vieram falar com a gente e tentar entender a situação.


Justin: O que aconteceu, Ryan? Falem inglês, pra que a gente possa tentar ajudar.
Ryan: Infelizmente Justin, não posso contar pra vocês.
Chaz: Por favor! Por que as meninas estavam chorando e vocês também?
Chris: A gente só quer ajudar!
Peter: Nós não podemos.
Chaz: Ok!
Ryan: Eu já volto!
Justin: Vai aonde?
Ryan: Falar com minha prima.


      Me dirigi até o quarto da Cait e pude ouvir a Clair explicando pra Demi. OMG! Isso é mais sério do que eu pensava. Eu bati na porta, já a abrindo. Clair veio correndo em minha direção e me abraçou. Eu retribui o abraço e lágrimas voltaram a escorrer de meu rosto. Eu olhei pra Cait e ela retribuiu o olhar. Seu rosto estava vermelho e molhado de tanto chorar. Tadinha da minha namorada e tadinha da minha pequena que tem esse problema que pode matá-la.


Ryan (em português): Clarinha, me explica esse negócio direito.
Clair: Tá bom! (ela explicou tudo)
Ryan: Esse trauma... você não tá falando do...
Clair: Sim, Ry. O trauma da morte do Diego! (lágrimas e mais lágrimas)




**Clair narrando**


      Depois de ter falado com o Ryan. Eu limpei as lágrimas e as meninas fizeram o mesmo, assim como o Ryan. Depois todos descemos e todos estavam lá. Peter veio correndo em minha direção e me abraçou. Eu segurei todas as lágrimas, não queria mais chorar. Depois ele me soltou e eu olhei pros meninos com cara de preocupação e meio sem entender nada. Eu podia até contar pra eles, menos pro Justin. Eu não ia suportar isso. Eu fui na direção dele e disse:


Clair: Eu te perdoo pelo que você fez comigo!
Justin: Obrigado, mas tem como você me explicar o que está acontecendo?
Clair: Não, não tem! Me desculpa.
Justin: Tudo bem! (sorri de lado) Ahm, posso te fazer uma pergunta?
Clair: Claro! Diga!
Justin: Quer sair comigo hoje?
Clair: Tá bom! (sorri) Mas agora (me dirigindo ao pessoal), vamos aproveitar esse fim de semana, gente?!
Todos-Clair: Vamos! (risos)


*Mais tarde*
Clair: Ai, meu Deus, Cait! E agora, o que eu visto? Eu não trouxe roupa!
Cait: Relaxa, Clair! Vai tomar banho que eu vou te emprestar uma roupa minha. Eu até já sei qual!


      Fui até o banheiro e tomei um banho quente e relaxante. Depois me sequei e sai do banheiro enrolada na toalha. Entrei no quarto e não havia ninguém.


Clair: Cait?
Cait: No closet!


      Me dirigi até o closet e lá estava ela segurando um lindo vestido na mão. Eu sorri e vi que ela havia separado tudo. Maquiagem, sapato, bolsa. Eu imediatamente fui me trocar. Depois ela me maquiou e eu calcei o sapato. Justin estava lá em baixo conversando com os meninos. A Cait foi na frente e ela fez questão de me apresentar aos meninos e as meninas.


Cait: Atenção, por favor! (todos olharam pra ela) Quero lhes apresentar a minha "obra-prima", Clair!


      Eu terminei de descer as escadas e todos olharam maravilhados pra mim. As meninas sorriam feito doidas e davam gritinhos. (risos) Os meninos só faltavam babar. Eu estava assim:
(se não gostarem ignorem!)




Clair: Ei fechem a boca se não vai entrar mosca nas bocas de vocês! (risos)
Justin: Ahm, (fechando a boca)Você está linda, Clair!
Clair: (cora) Obrigada!


      Cait foi até o Ryan e sentou do lado dele. Que casal mais lindo! *-* Depois eu e Justin saímos. Ele não quis me dizer aonde estava me levando e eu fiquei meio chateada. Não gosto muito de surpresas. -.- Quando chegamos era um restaurante e a fachada era LINDA! Ele abriu a porta pra mim e nós entramos no restaurante. Ele havia feito reservas. O.O Não sei quando, porque passamos o dia inteiro juntos com a galera! Quando entramos direito no restaurante eu pude ver como era lindo! *-*


      Ele puxou a cadeira pra mim e eu me sentei. Depois ele se sentou na minha frente. Nós fizemos nossos pedidos e ficamos conversando. Ele é um fofo! Ele ficava fazendo palhaçada, e eu caía na gargalhada. Depois que a comida chegou nós comemos e ficamos trocando olhares. De vez em quando até mesmo sorrisos. Depois que nós terminamos, ele pagou a conta e ele disse que nós íamos pra um lugar que era surpresa! ¬¬' Antes de chegarmos ele me pediu para fechar os olhos. Eu os fechei e assim que ele parou o carro, ele me desceu do carro e foi me guiando por aquele lugar estranho. Eu ouvi o eco dos nossos passos pelo que pareciam ser corredores vazios. Ele abriu uma porta, entramos, ele me guiou até uma escada. Ele me pegou no colo e subiu elas. Me colocou no chão e me levou até um determinado ponto do local.


Justin: Pode abrir os olhos!
Clair: Não acredito que me trouxe aqui!


      Nós estávamos no palco do auditório da escola. Bem no centro do palco. Aquele lugar havia se tornado importante pra mim, pois foi onde nos beijamos pela primeira vez. Ele se ajoelhou e eu me virei pra ele. Ele retirou uma caixinha do bolso. Eu não podia acreditar no que estava acontecendo!


Justin: Clair, desde que te conheci eu não consigo parar de pesar em você. Você é muito importante pra mim. Você é a menina mais linda, bondosa e generosa que eu já conheci. Você é especial pra mim e sempre será. Você é a menina com que eu sonho toda noite. Você é a menina dos meus sonhos. Clair Olson, quer ser só minha? Quer namorar comigo?
Clair (com lágrimas nos olhos): Justin, você é o meu ídolo, aquele que me enfeitiça quando passa por mim, aquele que consegue me deixar boba só por falar comigo. (ri) Você é o garoto dos meus sonhos. E sim, eu aceito ser sua namorada!


      Justin abriu um largo sorriso, abriu a caixinha, tirou as alianças de lá:
      Colocou em meu dedo a minha e eu coloquei no dele a dele. Depois ele se levantou (sim ele estava ajoelhado o tempo todo. kk) e foi chegando mais perto.


      Até que nos beijamos. Ele pediu passagem pra sua língua e eu cedi. OMG! Nem acredito que estou namorando Justin Bieber! Meu ídolo! *-* Terminamos o beijo com selinhos. Eu sorri pra ele e ele retribuiu o sorriso. Que sorriso maravilhoso, meu Deus!
      Depois nós voltamos agarradinhos pelo corredor da escola, entramos no carro e fomos pra casa da Cait, porque ambos íamos dormir lá! Quando chegamos ouve um "leve" interrogatório e nós respondemos sorrindo feito bobos quando olhávamos um pro outro. Depois todos foram dormir por conta do cansaço. Eu e o Justin dormimos no quarto de hóspedes de "conchinha". Ele é perfeito! *-*




*2 dias depois*
      Acordei com meu despertador tocando. Eu o desativei e fiquei fitando um pouco o teto do meu quarto. Tudo estava perfeito. Meus pais adoraram o Justin e aprovaram nosso namoro. Eu e Justin estamos muito felizes juntos. Eu já disse que ele é perfeito? Já? Mesmo assim, o Justin é MUITO PERFEITOOO! *-* (ri) Ontem ele me corou rainha do baile na frente de toda a escola. E depois me beijou na frente de todos! *-* Confesso que fiquei meio envergonhada, mas tudo bem! =)
      Agora já me arrumei e estou indo pra escola, meu namorado vai me acompanhando pra escola agora. Óbvio que junto do Peter e do Ryan. Eu fui pra aula. TEDIO como sempre! Menos na aula de teatro. kkk... Na aula de teatro a professora disse que tinha um aviso importante pra dar. Faltavam menos de um mês pra apresentação.


Professora: Bom, pessoal, temos uma péssima notícia. A menina que fazia a Chacha rompeu o ligamento do pé e teve que fazer cirurgia e vai ficar 3 meses sem poder dançar. Se bobear até mais. E infelizmente não tem como alguém aprender os passos em menos de um mês.
XxXx: Na verdade professora, eu sei os passos.
Professora: Oh, Selena! Mas como você sabe?
Selena: Bom, eu faço aula de dança desde pequena e sei os passos. A Clair pode comprovar que eu sei os passos.
Professora: É, verdade Clair?


      Justin me olhou meio estranho como se não pudesse compreender o que estava acontecendo ali.


Clair: Sim, eu conheço a Selly desde pequena e já a vi dançar esse número diversas vezes, principalmente quando menor.
Professora: Então, senhorita Gomez, você será a Chacha. Vamos ao ensaio! Ensaiaremos logo essa cena.


      Todos os alunos foram se organizar. Percebi que a Selena me olhou feio quando eu disse seu apelido. Bom, era assim que eu e Ryan a chamávamos quando tínhamos de 4 a 7 anos.


*Flashback on* (em português)
**Selena narrando**
"Selly: Eu estou nervosa!
Clarinha: Calma, você vai se sair bem! Você e o Ry ensaiaram muito. Eu vi vocês ensaiando, você consegue.


      Só podia ser a minha melhor amiga em todo o mundo, a Clarinha. Eu sei que havia ensaiado muito, e que era a melhor dançarina, mas era a minha primeira apresentação na frente de um monte de gente que eu conhecia. Clarinha me abraçou dizendo "Boa sorte!", eu retribui o abraço dizendo "Obrigada!". Me virei e lá estava o Ry me esperando. Nós três éramos melhores amigos. Peguei a mão do Ry e ele percebeu meu nervosismo.


Ry: Fique calma, Selly! Vamos nos sair bem.
Selly: Eu espero! Mas o que acontece se eu errar?
Ry: Ninguém saberá se você continuar. E eu sei que você não vai errar.


      Eu sorri. Ele era o meu melhor amigo e nunca mentira pra mim. Andamos até atrás das cortinas e assim que elas subiram pude ver meus pais, os pais da Clarinha e os do Ry e vi também a Clarniha sentada na primeira fileira do auditório.
      A música começou e lá fomos eu e Ry dançar. Tudo ocorreu muito bem, para minha sorte eu não errei nenhum passo. A dança era a de Grease, que a Chacha faz com o Danny no baile da escola. Assim que a dança acabou, eu vi a Clarinha sair correndo para ficar esperando a gente atrás do palco. Eu e o Ry demos as mãos e agradecemos. Todos nos aplaudiram mais do que as pessoas que dançaram antes de mim e do Ry.
      Saímos do palco e encontramos a Clarinha. Assim que ela nos viu correu para nos abraçar. Depois trocamos de roupa, nós saímos juntos para uma pizzaria que ficava perto da escola. Nos divertimos muito naquele dia, mas sem saber, aquele era o último dia em que nós três estaríamos juntos."
*Flashback off*
**Clair narrando**
      Assim que a professora nos mandou se arrumar a Selena foi procurar alguma saia para vestir. Eu entendi o que ela queria fazer. Ela queria já ensaiar com a saia e para dar "efeito". Ela sempre fazia isso quando éramos crianças. Ela vestiu a saia e depois eu fui falar com ela.


Clair: Oi, Selly!
Selena: Você sabe que não deve mais me chamar assim, né Clair?
Clair: Bom, você me falou, mas eu ainda não compreendo o motivo.
Selena: Você sabe muito bem o que fez.
Clair: Acontece, Selena que eu não sei.
Selena: O motivo é simples Clair, você me largou no Brasil. Não deu um telefonema, não deixou nenhum bilhete nem nada. Você por acaso sabe como eu fiquei? Você me fez chorar por dias. Minha mãe disse que você tinha vindo pra Atlanta e quando ela disse que viríamos pra cá, eu jurei que me vingaria de você e que nunca mais seria sua amiga. E é isso que venho fazendo desde então.
Clair: Selena, eu não sabia que vinha pra cá, naquela noite meu pai recebeu um telefonema da empresa dele dizendo que ele havia sido transferido pra cá, e que era para nos mudarmos com urgência. Acredita em mim, Selly, nunca foi minha intenção magoá-la.
Selena: Nunca mais me chame de "Selly", você perdeu esse direito quando veio pra cá me deixando lá. Agora se me dá licença, tenho uma peça pra ensaiar.


      Ela me deixou ali, sozinha. E pensar que ela já foi minha melhor amiga. Ela me culpa por algo que eu não tive culpa. Meus pais não havia me deixado falar com ela e nem escrever pra ela. Eu NUNCA quis magoá-la, mas acho que ela não consegue entender isso. Poxa eu tinha 7 anos! Faz 10 anos que isso aconteceu e ela ainda não me perdoou. Bom vamos ao ensaio...






Hey, girls! Cá estou eu de novo! Desculpa não ter postado ontem, mas foi niver da minha irmã, mas eu estou postando um capítulo bem BIG pra compensar! kkk

Respondendo:
Karen - Obrigada linda! E que bom que está ansiosa! =) Eu choro sempre que escrevo as coisas tristes e eu já tenho uns 4 capítulos adiantados que me fizeram chorar muito! Beijos! ;*

      Beijinhos lindas e até o próximo cap.! *-*
      Clara
      @JB10Lovehim 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O que acham que vai acontecer?
Expressem opiniões sinceras, por favor!
Estão Gostando?