10 de jan de 2013

Capítulo 2 - O acampamento meio-sangue

      Acordei com três pessoas ao meu redor. Arregalei os olhos e me levantei rapidamente, principalmente porque me assustei ao ver que um deles era um sátiro. Havia uma menina loira de olhos cinzas e longos cabelos meio ondulados, um menino moreno e de olhos verdes, e um sátiro com cabelos cacheados e barba. Os três usavam uma camiseta laranja escrito "Acampamento Meio-Sangue".

      - Ahm, você está bem? - perguntou o menino.
      - Acho... acho que sim. - eu disse.
      - Nunca te vi por aqui no acampamento. - disse a menina.
      - É porque eu não sou daqu. Pra falar a verdade, nem sei o que estou fazendo aqui. - eu disse.
      - Mas você é uma semideusa. - disse o sátiro. - Ou pelo menos eu acho.
      - Como assim, acha? - perguntou a menina.
      - Bom, o cheiro dela está bem mascarado. - respondeu o sátiro.
      - Gente, vamos ajudá-la primeiro. Depois, Quíron vê o que a gente faz. - disse o menino e me estendeu a mão. - Vem, vamos até a enfermaria do acampamento cuidar do seu corte.

      Ele e a menina me ajudaram a ir até esse acampamento, ele queria me levar no colo, mas eu disse que não precisava, sem falar que a menina pareceu ter ficado com um pouco de ciúmes e como não quero encrenca, vamos andando mesmo. Eu olhei novamente pra eles. Onde será que já os vi antes, e não só a eles, mas o lugar também. Enquanto andávamos, pude ver outros campistas usando a mesma camiseta laranja que os meninos e sátiro que estavam me acompanhando. A menina loira então me perguntou:

      - Como se chama?
      - Eu me chamo... - eu comecei.
      - Maia?! - alguém numa voz bem conhecida me interrompeu.
      - Bía?!

      Ela me abraçou não acreditando que eu estava ali. Os meninos estavam um pouco perplexos com a cena. Mas o que ela estava fazendo ali? Na verdade, quem fez a pergunta foi ela:

      - O que faz aqui? E que corte é esse?
      - Vocês se conhecem? - perguntou o menino que me acompanhava.
      - Desde os quatro anos. - respondi ao menino. - E... - me virando pra Bía. - sinceramente não sei o que faço aqui e o corte foi feito por algo. Minha cabeça me diz ser um telquine, mas acho isso... meio... - me interrompi, agora sei porque os meninos e sátiro me são familiares.
      - Improvável? - continuou Bía. - Na verdade, não.

      Me virei para os meninos e o sátiro e os observei melhor. Arregalei os olhos assim que os reconheci.

      - Vocês são Percy, Annabeth e Grover? - perguntei.
      - Sim, mas como você sabe? - perguntou Annabeth.
      - Pelos livros do Rick Riordan. - eu respondi, ainda perplexa.
      - O que está acontecendo aqui? - perguntou um centauro.
      - Bía, me diz que isso é um sonho. - eu pedi à ela.
      - Não, Mai, você realmente está no Acampamento Meio-Sangue. - disse Bía, depois se virou para o centauro. - Quíron, esta é Maia Peck, pelo visto ela é uma semideusa.
      - Por que "pelo visto"? - perguntou Quíron.
      - Porque ela nunca dera sinal de ser uma. - respondeu Bía.
      - Me diga, minha jovem, - disse Quíron, se referindo à mim. - quantos anos você tem?
      - Eu tenho 17 anos. - eu disse e todos me olharam surpresos. - Não entendi. Qual o problema com minha idade?
      - Maia... - começou Bía, ela era a única que não se surpreendera com minha idade. - você é a única semideusa que sobreviveu por mais tempo fora do acampamento.

      Meus olhos se arregalaram. Eu olhei para todos em minha volta e pude ver a surpresa no olhar deles, mas também era como se eles esperassem alguma coisa. Acho que esperavam a minha reclamação como filha de algum deus. Olhei para cima, mas não havia nada sobre minha cabeça. Quíron mandou todos voltarem às suas atividades, com exceção de Percy, Annabeth, Grover e Bía. Ele nos levou até onde supus ser a "casa grande" e nós adentramos o local. Entramos numa sala e Quíron pediu que nos sentássemos. Ele, desde que entrou na casa, estava numa espécie de cadeira de rodas, que o deixava mais baixo e escondia a parte do seu corpo que era um cavalo branco.

      - Então, minha jovem, - disse Quíron, se referindo à mim. - você sabia que era uma semideusa?
      - Não até hoje de manhã, quando Percy, Annabeth e Grover me encontraram na praia.
      - É, e Quíron, ela não cheirava exatamente como uma semideusa. Seu cheiro estava bem mascarado, parecia apenas uma humana comum. - disse Grover.
      - Você ainda toma seus remédios? - perguntou-me Bía.
      - Sim... ops! esqueci de tomá-los ontem. - eu disse. Sim, foi isso que eu me esqueci de fazer ontem, acho que estava tão animada com a viagem que acabei me esquecendo.
      - Que remédios? - perguntou Quíron.
      - Desde os 10 anos eu tomo remédio para hiperatividade, dilexia e déficit de atenção. - respondi.
      - E isso pode ter mascarado seu cheiro e impedido que nenhum monstro te encontrasse. - disse Percy.
      - Mas ao mesmo tempo te tornando vulnerável se algum deles te atacasse. - disse Annabeth. - Porque há monstros por todo o país.
      - Mas eu não moro aqui. - eu disse e eles me olharam surpresos, menos Bía. - Eu nasci e morei um tempo por aqui, até os sete anos, mas depois minha família se mudou pro Brasil e só agora que eu voltei pra cá.
      - E esse corte na sua testa? - perguntou Quíron. - Annabeth, pegue o kit de primeiros socorros e entregue-o à Bía.

      Annabeth saiu, pegou o kit de primeiros socorros, entregou-o à Bía que veio até mim e começou a fazer os curativos.

      - Eu estava voltando para o chalé onde minha família estava, quando meu ex-namorado veio pra cima de mim. - eu comecei.
      - Pera aí, o Ryan estava aqui? - perguntou Bía.
      - Sim, e eu não sei como. Enfim, ele me olhou de forma demoníaca e depois se transformou em um telquine. Eu comecei a correr até que achei uma lança elétrica jogada na areia, a peguei e, com ela, o transformei em poeira, mas não antes que ele pudesse me ferir. Eu andei um pouco até que caí desmaiada na areia.
      - Sempre desconfiei dele. Ele sempre me olhava feio, mas você não percebia isso. - murmurrou Bía do meu lado, quando terminou o curativo.
      - O mais estranho até agora foi você não ter sido reclamada por nenhum deus. - disse Annabeth.
      - E os deuses prometeram fazê-lo, e o fizeram até agora. - disse Percy.
      - Às vezes nem o pai dela sabe. - disse Quíron. - Porque se fosse mãe já teria reclamado como filha. Diga-me, Maia, sua mãe se envolveu com alguém enquanto estava grávida de você?
      - Sim, com meu padrasto, James. - eu respondi.
      - Pode ser por isso, ninguém sabe quem é seu pai. - disse Quíron. - Bom, Bía, mostre o acampamento pra Maia e eu vou arrumar um lugar pra ela ficar.
      - Sim, Quíron. - disse Bía. - Vamos, Maia!

      Eu e Bía saímos da casa grande e fomos andando pelo acampamento. Íamos conversando sobre muitas coisas no caminho e quando passamos por umas meninas muito bonitas, Bía disse:

      - Se a Alexa não fosse sua mãe, eu poderia dizer que você é filha de Afrodite.
      - Por que diz isso? - perguntei.
      - Porque você é tão linda quanto elas. - disse Bía.
      - Para, não sou não. - eu disse e nós duas rimos. - Você é filha de que deus?
      - Apolo! - ela disse. - Foi ele quem me deu as armas que eu uso: um arco e uma flecha.
      - E você as deixa em seu chalé?
      - Não! Eu estou com elas nesse momento.

      Eu olhei meio confusa pra ela e ela riu. Ela retirou sua pulseira do braço e em poucos segundos apareceu um belo arco de bronze e um arsenal cheio de flechas em suas costas.

      - Uau! - exclamei.
      - É! - ela disse, depois pressionou algo que fez com que eles voltassem a ser uma pulseira.

      Voltamos ao nosso tour e a última coisa que vimos foi os chalés. Cada chalé era de um jeito, cada um simbolizava um deus. Eu não sabia aonde ficaria ainda, pois meu pai ainda não me reclamara, ou não sabia que eu existia.
      Assim que terminamos de olhar os chalés, paramos um pouco no meio deles para descansar um pouco, pois tínhamos andado muito, quando um grupo de três meninas veio em nossa direção.

      - Ora, ora! Se não é a novata! - disse uma menina morena.

      Vi Bía revirar os olhos. As meninas já se encontravam ao nosso lado.

      - Você não tem mais o que fazer, Drew? - perguntou Bía.
      - A filhinha de Apolo tá bravinha, é? - disse Drew, com as amigas rindo atrás dela.
      - Não se... - Bía começou, mas eu a interrompi antes que ela dissesse alguma besteira.
      - Bía, não vale a pena! - eu disse, e me virei de costas para sair andando com ela do meu lado.
      - E você, novata? Quem é seu pai ou sua mãe? Isso se você tiver um, né?! - disse Drew.

      Tá bom, ela pegou no meu ponto fraco. Sempre que me falavam sobre eu não ter um pai e sim um padrasto eles debochavam de mim assim como Drew e suas amigas estão fazendo, e eu sempre chorava. Percebi que dessa vez não seria diferente. Segurei as lágrimas e corri para um lugar longe dali, apenas pude ouvir uma menina gritando com Drew:

      - Drew, deixe a menina em paz!

      Quando menos percebi, eu estava em uma espécie de píer. Me sentei próximo ao mar e lágrimas começaram a percorrer meu rosto. Sempre que falavam de meu pai era isso que acontecia. Eu me isolava. Bía sabia disso e sei que ela não virá atrás de mim tão cedo. Ela me conhece bem e sabe que eu preciso de um tempo sozinha.
      Fiquei chorando olhando o mar ao longe, quando fui interrompida com o barulho de passos na madeira do píer. Alguém tocou meu ombro.

      - Você tá bem? - perguntou.
      - Não muito. - respondi, secando as lágrimas.
      - O que tem, novata?
      - Saudades da família. - respondi. - E eu queria saber quem é meu pai, mas parece que ele não sabe de mim.
      - Hum... - ele murmurrou.
      - Desculpa, eu to aqui desabafando com você sem nem mesmo te conhecer.
      - Não tem problema! - ele disse e riu. - Prazer, sou Derek! Derek McCann. - ele estendeu a mão.
      - Maia, Maia Peck! - eu disse e apertei sua mão. - Você é filho de que deus?
      - Apolo! - ele disse.
      - Então você é irmão da Bía.
      - É. Gosto muito dela. Ela é uma boa pessoa. Temos sorte de tê-la como amiga.
      - É.

      Ficamos conversando por um tempo. Ele era gentil, engraçado, fofo e um pouco louco, mas isso só era mais uma qualidade dele. Ele estava me fazendo rir quando ninguém mais conseguia. Já deviam ser umas seis horas da tarde, pois o Sol já estava se pondo no horizonte. Era um magnífico pôr-do-sol. De repente, soaram a trompa. Acho que era hora do jantar. Derek se levantou e estendeu a mão para mim, peguei em sua mão e ele me ajudou a levantar.
      Fomos andando até o local dos chalés, onde os semideuses faziam filas para irem ao refeitório. Eu por enquanto não estou em nenhum chalé, então fiquei sozinha mesmo. Vi que não era a única sozinha, Percy também estava sozinho. Ele falava com Quíron, mas nem prestei atenção. Passei o olho por todos os campistas, vi Derek e Bía na fila de Apolo, vi Drew e suas amigas na fila que supus ser de Afrodite e a menina que as guiava parecia ser a que brigara com Drew, vi também Annabeth na comandando a fila de Atena.
      Percy veio em minha direção e disse:

      - Oi, Maia!
      - Oi, Percy! - eu disse. - O que faz aqui? Não devia estar indo para o refeitório?
      - Quíron me pediu para que você se sentasse comigo, já que também estou sozinho e a mesa de Hermes está lotada, sempre.
      - Ahm... isso é permitido?
      - Quíron conversou com o senhor D e ele permitiu só por hoje.
      - Então tudo bem!

      E nós fomos para o refeitório.



Continua...




E aí, babies??? *-* Como vocês estão???
Eu estou bem!! ^-^
O que estão achando dessa minha IB??? Tá chato? Tá legal?
Bom, ontem eu postei a You'll be in my heart always! \o/
Depois vão lá ler e comentar! ;D

Respondendo aos comentários das lindas:
@thamy_belieber_ - *-* haha que bom que amou! >.< fico feliz! =D
Bia Vilches - continuei criatura!! Tbm te amo! <3
@ibiebsmoment - Continuei flor! =D
Girl Of Potatos - asuhauhu >.< 
♥ Victoria Velloso ♥ - awn... vlw, flor! >.< e continuei! =D

CONTINUA COM 3 COMENTÁRIOS!
Beijinhos cobertos de SWAG pra vocês!! =*
Fiquem com esse sorriso lindo aki! *-*


Isa e @ClaraVeras

4 comentários:

  1. CONTINUA CRIATURA!!!!!!!!!!
    Ass.: Bia Vilches

    ResponderExcluir
  2. aaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaiiii deus continua logo
    preciso saber qual vaii ser dessa IB
    aaaaaaaaaaaaa
    continuaaa

    ResponderExcluir
  3. Nossa amore tá muito divo esse IB
    Continua logo vai tô morrendo de curiosidade
    Bjinhos Divos pra você!!! ♥

    ResponderExcluir

O que acham que vai acontecer?
Expressem opiniões sinceras, por favor!
Estão Gostando?