25 de jan de 2013

Capítulo 7 - Cãozinho demoníaco

      O ônibus parou e nós saímos para comer alguma coisa, pois o motorista parou ao lado do Burger King. Fizemos nossos pedidos, pegamos nosso lanche pra viagem e nos sentamos em uns banquinhos do lado de fora da lanchonete. Depois de lanchar, eu me levantei e caminhei um pouco mais pra frente.
      Fiquei fitando um pouco a estrada, mexendo na pulseira com o pingente do caduceu de Hermes que Jennifer me dera, enquanto me encostava no ônibus. "Será que eu sou filha de Hermes?", eu pensava, mas então meus pensamentos foram interrompidos por latidos. Olhei para o chão e havia um chihuahua latindo pra mim, ele estava amarrado à um poste. Logo uma senhora um pouco acima do peso surgiu com uma caixa de nuggets em mãos e foi na direção do animal. Ela me viu e sorriu de forma estranha, como se tivesse acabado de encontrar o que procurava. Ela começou a falar com o cachorro:

      - Veja, filhinho! Nós a encontramos! Foi uma pena não termos matado aquela filha de Hermes na floresta, eu sei, mas agora temos sete semideuses filhos de Ares, Apolo, Poseidon, Netuno e Júpiter. - ela olhou pra mim. - Veja como ela está com medo! Hora do almoço.

      Ok, aquela conversa foi muito estranha, e ficou pior quando a senhora e seu chihuahua começaram a se fundir. O problema maior? Eu estou sozinha e o pessoal está a uns dez metros de mim. Quando terminaram de se fundir, eu pude ver o que "ele" realmente era.

      - Uma Quimera! - eu disse, acionando a espada do pingente de Hermes.

      É, acho que vou ter que lutar sozinha. E nisso será o meu fim. O monstro me atacou e eu não sabia o que fazer depois de me esquivar. Parti para o ataque e feri sua pata, mas foi em vão e ele ainda me lançou numa árvore que havia do outro lado da estrada, fazendo com que eu batesse as costas com tudo no tronco. Eu caí no chão e o animal estava vindo em minha direção. "Pronto, é o meu fim!", essa era a única coisa que passava pela minha mente, quando uma flecha voou no corpo da Quimera, quase acertando a cauda. Já disse que a cauda na verdade era uma serpente? Pois é.
      Vi Derek ao lado do ônibus com seu arco e flecha em mãos. A Quimera se reergueu e veio novamente me atacar. Eu não conseguia me mexer direito. A Quimera me arranhou no momento em que Derek acertou outra flecha, só que dessa vez em sua cabeça, transformando-a em uma nuvem de poeira. Ele correu em minha direção, me pegou no colo e me levou até onde os outros estavam. Assim que nos viram, Derek pediu:

      - Ajuda, ela está ferida!

      Me sentaram em um dos bancos e começaram a fazer um curativo. De repente, me lembrei da menina filha de Hermes que poderia estar machucada. Eu tinha visto ela caída no chão tentando se mover, enquanto tentava me recuperar da batida na árvore.

      - Mike! - chamei e ele se virou pra mim. - Tem uma menina ferida perto daqui. Vá salvá-la!
      - Tá bom! - ele disse e saiu na direção da floresta.

      Bía pegou nossas mochilas e retirou de lá um néctar, que é a bebida dos deuses, e me deu pra beber. Enfim, eu bebi e senti um gosto maravilhoso de brigadeiro, igual ao que minha mãe costumava fazer pra mim. O néctar me deixou um pouco melhor e com vontade de beber mais, só pra sentir o gosto do brigadeiro de minha mãe em minha boca novamente, mas eu sabia que se tomasse muito néctar eu poderia ser queimada viva, por ser meio humana, pois o néctar, assim como a ambrosia, é alimento dos deuses.
      Enfim, logo Mike voltou com uma garota loira, que vestia um jeans escuro, um casaco preto e uma camiseta laranja do acampamento meio-sangue, no braços. Mike a colocou perto de nós e pude perceber que ela estava acordada. Sua pele era um pouco clara e seus olhos eram verdes. Pelo visto o pessoal a conhecia. Bía foi ajudá-la com os outros e Derek ficou ao meu lado com Eric.

      - Quem é ela? - perguntei a Derek, pois percebi que ele a conhecia.
      - Ahm... - ele parecia nervoso. - o nome dela é Nice, ela é filha de Hermes.
      - Ele já namorou ela. - disse Eric, fazendo com que Derek o olhasse com raiva. - Que foi? Eu só disse a verdade. - disse erguendo as mãos, como se estivesse se rendendo.
      - Então, ela é sua ex-namorada? - perguntei e não sei porquê, mas estava um pouco triste.
      - É. - ele disse. - Mas agora só somos amigos. Ela tinha saído numa missão faz dois meses. Mas eu acho que quem gostou dela foi o Mike.

      Eu olhei pelo canto do olho para o Mike e pude ver que Derek tinha razão. Eu conseguia identificar o que as pessoas sentiam, apenas da maneira com que eles reagem ou pela sua expressão facial. Eu só não conseguia identificar o que Perseis sentia, porque desde pequena ela sempre conseguiu esconder muito bem, e o que Derek sentia. Eu não sei porquê, mas eu simplesmente não conseguia saber o que ele sentia. Acho que eu me perdia em seus olhos cor de mel a cada vez que eu olhava pra ele. Calma, o que foi isso que eu acabei de pensar?
      Enfim, eu logo fui me levantar e me desequilibrei por um momento e Derek me segurou, me ajudando a me levantar logo depois. Foi só aí que eu percebi que havíamos perdido o ônibus. Derek me fez subir em suas costas, pois eu não estava completamente recuperada e Mike fez a mesma coisa com Nice. Aproveitei que estava próxima de Derek e decidi lhe perguntar algo que martelava em minha cabeça.

      - Como você soube que eu precisava de ajuda?

      Acho que a pergunta pegou ele de surpresa. Eu não podia ver seu rosto, mas sei disso porque ele parou de andar e depois de um tempo voltou a seguir os outros. Até que ele, por fim, respondeu:

      - Eu só pressenti que você estava em perigo e eu precisava te ajudar. - ele fez uma pausa. - Eu me importo com você, Mai.

      Eu corei. Ainda bem que ele não podia ver me rosto, ao contrário de Eric que viu e segurou o riso. Dei língua pra ele e fiquei olhando a paisagem. Quando percebi que Derek estava cansado, eu fui descer das suas costas. Depois de MUITA insistência, ele concordou em me colocar no chão. Nice também já estava no chão. Continuamos a caminhar em direção ao sul do Texas.


Continua...





E aí, meus amoreees??? =D Como vocês estão??
Eu estou beeem feliz!!! =D haha
Será que vocês poderiam ver esse meu outro blog que eu fiz hoje? (A Beelle que arrumou o layout! XD)
Agradeço desde já! =D
Ah! E leiam e comentem:

Respondendo aos comentários das lindas:
@ibiebsmoment - Continuei! ;D E foi a Beelle, a moderadora que escreve "Love Story", que mudou o layout! XD
Thamy - Sem problemas, minha linda! =D Que bom que gostou do capítulo >.< e como eu disse ali em cima, foi a Beelle quem mudou o layout do blog! ;) E continuei! =*
nana !♥! - Que bom que amou!! *-* pois é, num comentou aki, só comenta na You'll be in my heart always! u.u kkk Bom, saber que está ansiosa! ;D e continuei, linda! \o/ =*

CONTINUA COM 3 COMENTÁRIOS!
Beijinhos cobertos de SWAG pra vcs! =*
Isa e @ClaraVeras

4 comentários:

  1. Vei preciso dizer que amei o capitulo?
    nossa derek foi muito fofo com a mai agora *-*

    continua?
    te amo clarinha bjs

    ResponderExcluir
  2. uaaal q perfeitooooo <3 amandooo ... bom euu nao comentava akiiee nessa #Ib pq .. bom eu nao tinha mtto tempo para ler todas aee nao dava para comentar sem entender nada ne??kkkk booom contiiinuuaa como sempree muitoo ansiosaa.....

    heey sera q vc pode divuulgar meu blog?? booom desde ja agradeçoo... bjoooes e mtto mtto ansioosa =D kiss s2

    ResponderExcluir

O que acham que vai acontecer?
Expressem opiniões sinceras, por favor!
Estão Gostando?