9 de dez de 2011

Once Upon a Dream - Capítulo 8

Parabéns pra @ que acertou quem foi falar com a Clair!
Sempre darei os devidos créditos, as leitores que responderem e acertarem as minhas perguntas nos finais dos capítulos! ;)


*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*



*Anteriormente*
      Senti uma mão em meu ombro e pensei que era a Cait, mas quando fui ver era...


       ... o Justin, agachado ao meu lado.

Clair: O que faz aqui? (ainda chorando)
Justin: Ué, a aniversariante saiu correndo do palco, eu me preocupei com você. Não sei por quê, mas acho que te conheço de algum lugar. E sem falar que você está sentada na frente do meu armário.
Clair: Ah, me desculpa, mas nem tinha visto que esse era seu armário. E, bom, meu primo me apresentou á você antes de voltar pro Brasil, no final de agosto.
Justin: Ah! Você é prima do Ryan, né?
Clair: É! Eu queria que ele estivesse aqui agora.
Justin: Não gosta da minha companhia? Se quiser eu saio... (se levantando)
Clair (interrompendo): Não! Não foi isso que eu quis dizer. (ele parou e me olhou) É só que... ele saberia o que me dizer.
Justin: Eu posso tentar!
Clair (começa a chorar de novo): Eu não posso! Prometi a mim mesma que ninguém aqui nos EUA saberia. A Cait descobriu porque um dia eu estava falando com o Ryan e ela me ouviu, e eu tive que contar. (o abracei)

       Não sei porque fiz isso, foi por força do hábito de que, sempre que começo a chorar eu abraço a pessoa que está próxima a mim. Sempre fiz isso, mas o Justin, eu nem o conhecia direito. Mas o estranho que eu achei, foi porque ele retribuiu o abraço e ficou tentando me reconfortar com "Não chore! Vai passar!", mesmo sabendo que essa dor não ia passar eu fiquei mais calma com o som da sua voz rouca e linda, que sempre quando cantava me surpreendia cada vez mais.
       Nesse instante, Cait chegou e viu eu chorando abraçada ao Justin e ele com uma cara de "E agora, o que eu faço pra tentar melhorar a situação?".

Cait: Justin, pode deixar que eu cuido dela, e a Selena tá te procurando que nem doida.
Justin: Eu vou indo então! (me soltou) Você vai ficar bem, tá? Tchau, meninas!
Clair&Cait: Tchau!

       Eu permaneci sentada no chão e, assim que o Justin saiu de vista, voltei a chorar. Cait me abraçou, como ela sempre fazia quando alguma coisa me deixava triste. Miley também fazia isso, mas como ela não sabia sobre o ocorrido ela não o fazia nessas situações.

Cait: Não fica assim, amiga! Vai passar!
Clair: Não dá Cait! Não tem como esquecer! Eu to com esse trauma desde que fui morar 1 ano no Brasil. É impossível esquecê-lo, Cai! (chorando muito) E essa música, foi a última que eu cantei pra ele, nesse mesmo dia! Eu o amava e continuo amando! Como diz a música "ninguém pode pegar o seu lugar", eu fiz essa música pra ele.
Cait: Ain, amiga! Eu nem sei o que dizer. Era pra você estar feliz e não triste.
Clair: Mas você sabe, Cait, que desde o acidente no meu aniversário eu nunca fico feliz. Eu atuo pra que as pessoas não desconfiem do que eu estou passando e fiquem me fazendo perguntas. Isso só aumenta o meu sofrimento. (desaba em lágrimas)

       Depois de um tempo abraçada a Cait e chorando muito, Peter chega. Cait se separou de mim e Peter veio correndo me abraçar. Ele entendia o meu sofrimento, mais do que a Cait compreendia, não tanto quanto o Ryan, mas ele compreendia.

Peter: Clarinha, não chora, vai ficar tudo bem!
Clair: Tá até parecendo meu irmão mais velho.

      Esbocei um sorriso, mas depois ele sumiu de meu rosto dando lugar a mais algumas lágrimas. Ele odiava me ver assim. Sempre cuidou de mim, sempre me protegeu, como um irmão mais velho. Eu adorava esse jeito dele. Ele limpou algumas de minhas lágrimas.

Peter: Acho melhor você ir pra casa.
Clair: Não, tá tudo bem! (limpa o restante das lágrimas) Eu já estou melhor. Se eu for pra casa vai ser pior e você sabe disso.
Peter: Tá bom, vamos? Todos estão preocupados com você. 

      Nos levantamos, eu calcei meu sapato e, primeiramente, passamos no banheiro para que eu pudesse lavar o rosto, depois fomos na direção do pátio.


***Com o Justin (desde que deixou Clair com Cait)***
*Justin narrando*

       Eu a deixei lá com a Cait. Percebi assim que mudei de corredor ela voltar a chorar, mas como a Cait estava lá eu não me atrevi a voltar, apenas fiquei parado, ouvindo a conversa delas. Quem será esse menino que ela falava "Eu o amava e continuo amando!", não deve ser o Taylor, porque ela não teria falado no passado, sem falar que eles dois ainda estão juntos... Depois que elas pararam um pouco de conversar e a única coisa que podia ouvir era o choro dela,eu voltei a caminhar pelo corredor rumo ao pátio, cheguei lá e vi o irmão dela segurando o Chris, a Miley e a Demi para não irem atrás dela. Fui na direção deles.

Justin: Oi pessoal!
Todos-Justin: Oi!
Justin: Peter, vai lá, acho que ela precisa de você!
Peter: Tá bom, obrigado! (indo na direção do corredor)
Miley: Justin, o que ela tem?
Justin: Nem eu sei Miley, e ela não quis me contar, falou que não era pra ninguém daqui saber sobre essa história e a Cait só sabe porque ela sem querer ouviu uma parte da conversa dela com o Ryan e teve que contar. Ela tá chorando muito, mas acho que o Peter e a Cait podem cuidar dela.
Chris: Nossa, coitada da minha baixinha!
Taylor: Sua "vírgula", né moleque?
Justin: Ei, ei, sem discussão por favor!
Taylor: E você? O que foi fazer lá com minha namorada?
Justin: Nada, fui consolá-la! Ela precisava e fiquei preocupado com ela por ela ser prima de um dos meus amigos. E eu me lembrei que prometi ao Ryan que ia cuidar dela se fosse o caso.

       Realmente, antes do Ryan voltar para o Brasil e depois dele ter apresentado a mim a Clair ele me pediu para fazer de tudo para protegê-la. No primeiro momento eu achei que não seria preciso, e sem querer acabei esquecendo, mas hoje, quando me preocupei com ela, flashbacks desse momento me vieram a cabeça, só precisava saber se era ela mesmo. Por isso fui atrás dela.
       Taylor se virou e se sentou junto com os outros jogadores de basquete. Acho que ela não gosta de mim desde o 1º ano do médio, e eu nem sei porque.

Justin: Alguém ai viu a Selena?

       No mesmo instante alguém me abraça por trás.

Selena: Onde você estava amor? (selinho) Te procurei quase que pela escola inteira.
Justin: Fui no meu armário.
Selena: Ah! Então tá, vou ali falar com a Jasmine! (selinho) Demi, vem!
Demi: Não tudo bem, vou ficar aqui!
Selena: Tá bom! (saiu saltitando)
Chris: Cara, o que você viu nela? E porque mentiu pra ela.
Justin: Olha, sinceramente ela mudou muito desde nos conhecemos. Ela era bem legal, mas agora tá diferente. E eu não menti pra ela, falei que fui no meu armário porque a Clair tava sentada na frente dele sem perceber.
Miley: Bom, pelo agora você vê isso. Ela nunca tinha sido legal comigo ou com a Cait. Muito menos com a Clair. Depois que ela veio pra cá, com 7 anos, ela falou comigo e com a Cait, mas não deu uma palavra á Clair, e perguntou se queríamos nos juntar a ela e deixar a Clair excluída e por nós dizermos "não" á ela, ela ficou furiosa e saiu batendo os pés. Me lembro como se fosse ontem. Ela nos trata mau desde então.
Justin: Mas o que vocês fizeram de errado? Ou melhor o que a Clair tem de errado?
Miley: Nem eu, nem a Cait entendemos. Nós passamos a odiar a Selena, mas sempre que queremos xingá-la quando estamos com raiva e a Clair está junto ela pede pra que paremos. Não entendo isso na Clair.

       Olhei novamente pra Selena, dessa vez pensativo. Depois desviei o olhar para a Clair que estava vindo com o Peter e a Cait ao seu lado. Fui correndo ao seu encontro, assim como os outros fizeram, menos o Taylor, que sei lá o que estava fazendo nem percebeu sua chegada.

Justin: Está tudo bem?
Clair: Sim, (meio vermelhinha) tá sim! (sorrindo)
Miley: Que bom, amiga! (a abraça)

       Chris e Demi fazem o mesmo. O sinal de aviso tocou e todos se dirigiram aos seus armários...



**Depois da aula**
*Clair narrando*

       O resto da manhã passou normal. Na hora da saída, eu estava indo na direção do carro da Cait, quando sou parada pelo Taylor.

Taylor: O que você ficou fazendo lá com o Justin?
Clair: Nada! Ele só me ajudou, só isso. (me virei e voltei a ir em direção ao carro)
Taylor (segurando meu braço com força): Espera, ainda não acabei e quero que você me fale a verdade!
Clair: Taylor, me solta, tá me machucando!
Taylor: Não até você me contar o que realmente aconteceu!
Clair: Não aconteceu nada, eu já te disse. Agora me solta! (se soltando dele e reparando como seu braço estava vermelho) Olha o que você fez, seu... (não consegui xingá-lo, não consigo xingar ninguém)
Taylor (dando um tapa na minha cara): Sua vadia!

       Eu me desequilibrei e cai no chão assim que ele me deu um tapa. Ele passou dos limites.

Clair (com lágrimas nos olhos): Como você pôde fazer isso comigo? Eu não te fiz nada e você me dá um tapa e me chama de vadia?
Taylor: Porque você é uma!
Clair: Eu vou sair daqui agora, e nunca mais me procure! (chorando)

       Fui na direção do carro. Peter me viu chorando e percebeu que eu não tirava minha mão do rosto. Ele na hora veio correndo ao meu encontro.

Peter: Clarinha, por que está chorando? O que foi? (tirando minha mão de meu rosto)

       Peter me olhou surpreso, viu que Taylor estava parado me olhando e percebe na hora o que havia acontecido. Ele foi na direção aonde Taylor estava. Já sabia o que ele ia fazer. Quando fui atrás dele ele já estava lá na frente do Taylor.

Peter: Como você pôde bater na minha irmã?
Taylor: Tua irmã é uma vadiazinha de quinta!
Peter: Não ouse chamar minha irmã de vadia!
Taylor: Vai fazer o que moleque?
Peter (dando um baita de um soco na cara do Taylor): Isso é pra você aprender a não desrespeitar mais a irmã dos outros. Achava que você a amava e que cuidaria e protegeria ela, mas eu estava errado.

       Nesse momento, Taylor levanta e dá um soco em Peter e eles ficam nessa. Até eu, Justin e Sterling chegarmos para separarmos a briga. Eu me coloquei entre eles, Justin segurou o Peter e Sterling segurou o Taylor.

Clair: Dá pros dois pararem? E Taylor, saiba que a partir de hoje, depois do que você fez está tudo acabado entre nós. E Peter, vem, não vale a pena ficar aqui e criar briga. Justin solta ele. (Justin o soltou)
Peter: Vamos, Clarinha! (e andamos em direção ao carro com o Justin ao nosso lado)
Clair: Obrigada, Justin!
Justin: De nada, Clair! Mas o que aconteceu?
Clair: Os ciúmes do Taylor falaram mais alto, ele veio implicar comigo achando que a gente tinha feito alguma coisa e me... (só ai que ele foi perceber a marca vermelha de uma mão em meu rosto)
Justin: Ele de teu um tapa?!
Clair (assenti com a cabeça): Mas por favor, não vá lá bater nele. Já chega meu irmão com essa boca machucada, não quero te ver nesse estado.
Justin: Mas ele merecia! Eu devia ter te protegido. (chegamos no carro)
Clair (depois de ajudar o Peter a se sentar, pois ele estava com dor nas costas): Mas por quê?
Justin: Porque no dia em que o Ryan voltou pro Brasil ele me fez prometer que eu te protegeria e cuidaria de você!
Clair (sorri): Obrigada mesmo assim, por você ter me ajudado naquela hora! (Dei um beijo em seu rosto)

       Entrei no carro e Cait começou a dirigir. Ela tinha visto toda a cena, então nem me perguntou o que acontecera. Cheguei em casa, desci do carro, ajudei Peter a sair dele, me despedi de Cait e fui na direção da porta com o Peter apoiado em meu ombro. Taylor estava bem mais machucado que ele, mas bem feito. Apesar de que meu coração agora estava em pedaços.
       Entrei com ele em casa e, depois de colocá-lo no sofá fui atrás de uma caixa de primeiros socorros que tinha na cozinha. Peguei-a e fui na direção do meu irmão para fazer os curativos. Nessa hora minha mãe chegou e viu eu fazendo isso e meu rosto inchado e vermelho com a marca de uma mãe em uma de minhas bochechas.

Mãe (em português): OMG! O que aconteceu?
Clair: Bom, no intervalo a Cait fez uma surpresa pra mim, depois eu e a Miley cantamos a nossa música, e depois ela disse que era pra eu cantar uma também, só que a música que ela escolheu foi a "Stay", a música que fiz pro Diego, e eu comecei a chorar e sai correndo do palco, ai o Justin foi atras de mim e fico la ate a Cait chegar, depois de tudo resolvido fui pra aula, ai depois da aula o Taylor veio falar comigo e perguntar o que aconteceu entre mim e o Justin eu falei pra ele que nada e ele fico furioso e segurou meu braço, (mostrando a marca vermelha no braço) e depois me chamou de...(aquilo era dificil de dizer, lágrimas escorreram de meu rosto.)
Peter (continuando): Ele a chamou de vadia e deu um tapa na cara dela. Quando eu vi, fiquei furioso e depois fui lá e dei um soco na cara dele, ele se levantou e deu um em mim e começou uma briguinha, ai ela veio e nos separou...e vc ja sabe o resto.
Mãe: Oh, meus bebês! Coitadinhos! (nos abraçando)


       Depois de nos soltarmos eu concluí o que estava fazendo, os curativos do Peter. Depois guardei o kit de primeiros socorros no lugar e subi para o meu quarto. Troquei de roupa:
       Fiquei em meu closet. Olhei para a caixa que vira hoje de manhã. Peguei-a e abri-a. Tudo ainda estava lá. O livro que jurei nunca mais ler, as fotos em que tinham eu, Diego e Ryan, em algumas havia o irmão gêmeo dele, Nathan. Como eu sentia falta dele. Fechei a caixa e a guardei em seu devido lugar, apaguei as luzes do closet e me deitei em minha cama. Os flashbacks voltaram a inundar a minha mente. Tudo que eu passei em meu 1 ano no Brasil, com o Diego, Kendall e Ryan. Lágrimas percorreram meu rosto, e depois ouvi batidas na porta. Era Peter.

Peter (em português): Clarinha, tudo bem?
Clair: Tudo sim, Pedro! Só não consigo acreditar que o Taylor fez isso comigo.
Peter: Ele era um idiota. Você devia ter ouvido a mim, ao Ryan, ao papai... a todos, quando falaram que você só ia se magoar com ele.
Clair: Pois é! Tá até parecendo a nossa conversa de ontem.
Peter: Pois é!

       A campainha tocou. Que estranho, eu não estava esperando a visita de ninguém hoje. Bom, me levantei e desci até a sala com Peter atrás de mim. Abri a porta e me surpreendi ao ver quem era.

Clair: Justin? O que faz aqui?
Justin: Ahm, vim ver se está bem. E eu posso falar com você?
Clair: Ahm, claro! Entra aí.
Justin: Obrigado!

       Ele entrou e eu pedi para que ele se sentasse no sofá e fiz o mesmo com Peter atrás de mim. Ele também queria saber do que se tratava, que maninho curioso.

Justin:...



Bom, pessoal aqui termina mais um capítulo de "Once Upon a Dream"! ;)
O que vocês acham que ele vai falar com ela?
Darei os devidos créditos á Belieber que acertar! ;D
Beijinhos! ♥
       Clara
       @JB10Lovehim

Um comentário:

O que acham que vai acontecer?
Expressem opiniões sinceras, por favor!
Estão Gostando?